Seis ótimos motivos para não deixar de investir na crise

O atual momento econômico do país afugenta os empreendedores mais cautelosos e também os que preferem enxergar somente as dificuldades trazidas pela crise. Por outro lado, diferentemente do período em que a economia estava em pleno crescimento, agora há novas oportunidades que favorecem a abertura de negócios e a expansão dos já existentes. Confira seis razões para não deixar de investir:

  • Grande disponibilidade de pontos comerciais nas ruas de maior fluxo e com alto potencial de venda, bem como nos  shoppings.

 

  •  O valor dos pontos comerciais (luvas) diminuiu drasticamente e, em alguns casos, deixou de ser cobrado.

 

  • O valor dos aluguéis comerciais caiu em todo o país.

 

  • A disponibilidade de profissionais qualificados aumentou, trazendo uma realidade bem distinta do tão falado apagão de mão de obra, vivido no passado recente.

 

  •  A interiorização do crescimento traz grandes oportunidades para a instalação de novos negócios, principalmente, em cidades com base econômica na agricultura.

 

Alguns segmentos tiveram a demanda alavancada, tais como:

–  Serviços automotivos: a compra de veículos novos está sendo substituída pela  manutenção e pela reforma dos  atuais.

 Turismo nacional:  tem sido impulsionado pela desvalorização do real, que tornou os preços altamente atrativos para os turistas estrangeiros. Por outro lado, os brasileiros  estão trocando as férias no exterior por destinos nacionais.

 Locação de Equipamentos:  maior tendência de locar ao invés de comprar equipamentos de uso esporádico –   aumento da autorreforma.

Com todas essas possibilidades, muitas empresas estão acelerando o processo de expansão, ampliando a capilaridade, capacitando melhor suas equipes, para quando ocorrer a retomada do crescimento econômico, já possuírem melhores condições de explorar o novo momento.

Aproveitar as oportunidades trazidas pela crise não é algo fácil, mas certamente pagará um alto prêmio para os investidores mais atentos que decidirem não recuar nesse momento, oferecendo boas chances para empreender.

Vale destacar que não se abater e saber crescer na crise  são também um diferencial competitivo atualmente.